Intimacy-Mind Intimidade-Mente

Paulo Alexandre
e Castro

Programas leccionados

Neuro Filosofia da Mente  (Programa 2012/2013...):

 

1.      Introdução à filosofia da mente. Problemas e questões a serem abordados.

2.      Noções básicas da estrutura cerebral (neurofisiologia).

3.      A filosofia da mente e a neuro-filosofia. O problema mente-corpo.

4.      O cérebro executivo de Goldberg.

5.      O cérebro emocional de Joseph le Doux. O “eu sináptico”.

6.      Neurobiologia (química) do amor.

7.      Descartes e Espinosa a propósito da mente (segundo Damásio).

8.      A experiência de Libet. Thomas Nagel e a Consciência.

9.      Francis Crick e a hipótese espantosa.

10.  Ciborgues e Zombies: qualia, subjectividade e consciência.

11.  Máquinas e cérebros: Turing e Putnam. O quarto chinês de Searle.

12.  A neuroética: dilemas e limites.

 

--------------------------------------------------------------------------

Construção Europeia  (Programa):

 

1.      Introdução ao pensamento da construção europeia.

2.      O século das luzes. A paz perpétua de Kant.

3.      A Ideia de Europa de Edmund Husserl.

4.      Saint-Simon e Proudhon acerca da Europa.

5.      A ideia de Europa em Denis de Rougemont.

6.      Ortega y Gasset e Maria Zambrano acerca da Europa.

7.      A Europa no quadro da história mundial.

8.      A história da união europeia e principais figuras.

9.      Principais Tratados da União Europeia.

10.  Viabilidade e futuro do projecto europeu.

 

 

--------------------------------------------------------------------------

Fenomenologia (Programa 2010/2011...):

 

1. Introdução à filosofia fenomenológica.

2. Conceitos fundamentais em fenomenologia: consciência, intencionalidade, evidência, doacção, visibilidade, dasein.

3. A fenomenologia de Husserl a partir de «A ideia de Fenomenologia» e «Meditações Cartesianas».

4. A fenomenologia de Sartre a partir de «A Transcendência do Ego», e,  «O Imaginário».

5. A fenomenologia de Merleau-Ponty a partir de «O filósofo e a sua sombra» e, «O olho e o espírito»

6. A fenomenologia de Heidegger a partir de «A origem da obra de arte», e, «Língua de tradição e língua técnica».

 

 

 

 

Programa do seminário  (2005 a 2008):   Filosofia e Imaginação

 

 

 1. Introdução Temática. Divagações diversas em torno da imaginação.

 

2. A imaginação enquanto teoria da imagem. Platão: o mundo como imagem; Aristóteles: o pensamento, a imagem, o pensamento com imagem.

 

3. A imagem à semelhança de Deus na época medieval. Descartes imagina a imaginação da coisa pensante.

 

4. Espinosa: a imagem como conhecimento e o panteísmo das imagens em Deus.

 

5. A imaginação em Kant. A confusão entre imaginação e memória em Bergson.

 

6. A imaginação como processo: Sartre e a imagem-consciência. O que é afinal imaginar? E sonhar?

 

7. Um diálogo possível: Sartre Vs Damásio – o pensamento e as imagens.

 

8. A imaginação e pintura: O surrealismo como paradigma. O movimento cobra como manifestação da imaginação material de Bachelard.

 

9. Imaginação e literatura – alguns modelos: Aventuras de João sem medo (José Gomes Ferreira), Alice no país das maravilhas (Lewis Carroll), O Nariz (nikolai Gógol), Histórias de mistério e Imaginação (Edgar Allan Poe), A Metamorfose (Kafka).

 

10. Imaginação e cinema: A vida é um milagre (Emir Kusturica), O fabuloso destino de Amélie Poulain (Jean-Pierre Jeunet), eXistenZ (David Cronenberg), Matrix (Andy e Larry Wachowski).

 

 11. A concluir a imaginação, exercícios imaginativos: a escrita, a pintura e outros processos. Prática filosófica da imaginação.

 

--------------------------------------------------------------------------

 

Estética e Filosofia da Arte (de 2005 a 2008)

 

Estética e Arte

Problemática da estética e da arte: Definição de estética: da etimologia ao ‘fundador’ (Baumgarten); a atitude e a experiência estética (Jan Mukarovský); para uma definição da arte; a função da arte e do artista (Picasso, Camus, Benjamin, etc); linguagens da arte (Pintura, teatro, cinema, fotografia, dança, etc); breve apresentação estética da tragédia grega (a Poética de Aristóteles); o que é a arte, ou quando há arte?; a arte como imitação (A República de Platão); a arte como expressão (A obra-prima desconhecida de Balzac); o juízo de gosto ou Kant e a universalidade do belo (Crítica da Faculdade de Julgar); a obra de arte como mostração (Heidegger e A origem da obra de arte).

 

Estética & Existência

A vida como obra de arte- o programa estético de Nietzsche (da obra O nascimento da tragédia à obra Assim falava Zaratustra); o programa de Albert Camus- a estética do absurdo e a criação absurda; a relação do artista com o seu tempo (Sartre); O teatro do absurdo de Samuel Beckett (Á espera de Godot e Dias Felizes); a utopia – The Village.

 

Outras Estéticas

A estética do corpo e a problemática do (in)visível (Merleau-Ponty); o corpo como Corpus (Jean-Luc Nancy); o corpo como re-invenção do belo/monstruoso (Francis Bacon, Ieda Tucherman); o retorno ao nu? (Spencer Tunick); o conceito de ‘pele’ na constituição da ordem estética do mundo (Hundertwasser); o expressionismo abstracto como a arte do presente no ausente (Pollock, Mark Rothko, Yves Klein); a instalação video como exibição conceptual do ausente (Bill Viola); novas/ velhas estéticas da arte: Duchamp e o «urinol»; Alberto Carneiro e o «calhau»; a «lata» de Warhol; novas estéticas: Dogville (Lars Von Trier); reabilitação da estética? Do Sentir (M. Perniola).